Academia Electrão

Évora recebe onda de lixo marinho

Évora recebe onda de lixo marinho

Em 2019, o artista japonês Tadashi Kawamata inundou o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Lisboa (MAAT) com lixo marinho. A montagem desta exposição demorou oito meses e incluiu três toneladas de lixo marinho, retirado da costa portuguesa. Esta exposição e todas as suas peças tinham como objectivo sensibilizar o público sobre a problemática dos plásticos nos oceanos.

Um dos elementos desta exposição foi a “Onda de Lixo Oceânico”, do artista português Luis Coelho, a qual encontra-se actualmente exposta em Évora, nas instalações de um concessionário de automóveis da Volvo Car Portugal. A exposição desta peça artística por parte desta constructora automóvel é uma das formas de comunicar o compromisso da marca com a sustentabilidade. Já em 2019 a Volvo Car Portugal foi reconhecida nos Plastic Recycling Awards Europe pela sua estratégia de sustentabilidade, onde se incluíam práticas de reciclagem e reutilização de plásticos.

Para realizar esta peça artística de sensibilização, foi desenvolvida uma acção de limpeza de praia com os colaboradores e parceiros da Volvo Car Portugal, na costa portuguesa. A “Onda de Lixo Oceânico” já foi exposta pela Volvo Car Portugal em diversos locais como no Mar Shopping, em Matosinhos e no Jardim Manuel Bívar, em Faro.

Também tens uma ideia de uma peça de arte ou exposição construída com plásticos recolhidos do mar? Então candidata-te na categoria Arte Electrão até 14 de maio de 2021!

26 janeiro 2021