Academia Electrão

UE quer introduzir o passaporte digital de produto

UE quer introduzir o passaporte digital de produto

No próximo ano, a Comissão Europeia está a ponderar introduzir um “passaporte digital de produto” (do inglês, “digital product passport” – DPP), integrado na estratégia “Green Deal”. Este “passaporte” será criado com o intuito de facilitar as oportunidades de reciclagem e reutilização dos produtos e deverá conter informação sobre a composição dos produtos transacionados no mercado europeu.  

A ideia para o passaporte surge no âmbito de combater o consumo global de recursos e tornar os produtos mais sustentáveis, duradouros e reparáveis. O passaporte digital pretende, assim, colmatar a falta de informação sobre os produtos desde a produção até à reciclagem.

Para que os DPP se tornem uma realidade, será necessário realizar uma pesquisa detalhada para identificar a informação que os utilizadores de toda a cadeia de abastecimento exigem, o que vai obrigar a Comissão Europeia a tratar da questão “produto por produto”.

Para a planificação deste passaporte vai ser necessário que toda a cadeia de abastecimento se reúna e discuta as informações relevantes que possam impedir que um produto ou materiais sejam descartados, quando possuem valor económico.

 

13 dezembro 2021